Dica pra São Paulo: Veridiana Pizzaria

Outro lugar charmoso que fui em São Paulo foi a Veridiana. Sinceramente, ela dá de mil em qualquer 68 ou Marília aqui de BH e o preço ainda é melhor, (variando de 40 a 50 reais a grande que serve bem 3 pessoas)

A Pizzaria Veridiana, umas das pioneiras a utilizar o conceito pizzaria de grife, tem como proposta oferecer um programa completo: ambiente agradável, boa pizza e música de qualidade. A proposta de “pizzaria mansão“, somada às tradicionais redondas de massa média, é o que faz o grande sucesso das casas, ambas sem placa na porta, a do Jardins, inaugurada em 2005, e a de Higienópolis, localizada em um casarão restaurado de 1903, inaugurada em 2000.
Muitos dos ingredientes são preparados artesanalmente por profissionais da casa e os demais têm um rigoroso processo de seleção feito regularmente por um dos sócios.Na parte de bebidas, a casa oferece todos drinks tradicionais e alguns exclusivos (as caipis fazem o maior sucesso, têm até de banana), além de uma ampla carta de vinhos, mantidos em adega climatizada para atender os mais exigentes gostos.

JardinsA Veridiana Jardins está estrategicamente localizada no coração do Jardins, rua José Maria Lisboa, 493: entre a Campinas e a Pamplona. A casa de 1903 que foi restaurada em 2005, possui um um piano Steinway em um palco suspenso de cristal, um grande espelho d’água, e uma lareira para ser acesa nas épocas de frio – tudo dentro do salão, que ainda conta com um mezanino e um gostoso terraço na entrada, o que soma quatro ambientes.

Mais sobre a Arquitetura:

UM CASARÃO DOS ANOS 30, LOCALIZADO NOS JARDINS, um dos bairros mais elegantes de São Paulo, foi transformado em um local sofisticado e acolhedor para abrigar a segunda unidade da Veridiana Pizzaria. Da antiga construção ficaram poucas paredes. No novo prédio, arcos e paredes em pedras remontam às construções do século 18. Telhado, estrutura e forro são de madeiras de demolição. Em três níveis – mezanino, térreo e piso inferior – a obra mescla algo de medieval com o elegante e o tradicional.

Como a casa funciona apenas à noite, o projeto de iluminação assinado pela lighting designer Maria Luiza Junqueira
da Cunha, titular da M Light Iluminação & Projetos, “foi essencial para exibir a riqueza dos detalhes da arquitetura”, explicou o arquiteto Eduardo Rocha Franco, responsável pela obra.

Para os proprietários da pizzaria, a casa tem vocação de ser grife da mais paulistana das comidas e deve trilhar a mesma história de sucesso de sua matriz. A primeira unidade, localizada em Higienópolis, foi considerada pela revista americana “Condé Nast Traveler”, de abril de 2003, como “salão de pizzaria mais transado do mundo”.
Toques de luz revelam a riqueza dos detalhes arquitetônicos e criam clima acolhedor. No bar do piso inferior, spots para lâmpadas minidicróicas, feitos sob medida, destacam o acervo de bebidas e evitam reflexos nos espelhos.
Terrazza
No térreo, a Terrazza, com sua exuberante vegetação, recebe a clientela de forma harmoniosa. Spots com lâmpada PAR 20 foram instalados num quadriculado de madeira suspenso, todo envidraçado, para salientar o paisagismo, uma das tônicas da casa. “Esse tipo de lâmpada, por ser refletora e produzir bastante brilho, é ideal para iluminação dirigida e de destaque. Além disso é econômica, duradoura e oferece 100% de reprodução de cor”, diz Maria Luiza.
Bar da entrada
O bar da entrada recepciona os freqüentadores com uma iluminação aconchegante e agradável. Tirantes e lâmpadas minidicróicas, presos numa estrutura de ferro, abrigam garrafas e taças de uso do bar. Esse conjunto recebeu iluminação pontual e funcional, que gera reflexos nas garrafas. Conforme varia o conteúdo delas, diferentes tonalidades e nuances se formam pela incidência da luz. Esta iluminação também acentuou a madeira rústica e maciça do balcão.
Paredes de pedra permeiam o bar e se harmonizam com uma fileira de samambaias, criando um clima fresco. Espelhos, que ampliam ainda mais o espaço, deixam o local propício para confraternização dos freqüentadores. A iluminação feita por spots, pintados de preto com lâmpadas AR 111, chama a atenção para os vigamentos em madeira de lei. “As lâmpadas halospot AR 111, com refletor em alumínio facetado, produzem uma distribuição de luz precisa e uniforme, com uma capa de proteção antiofuscante”, explica Maria Luiza. “Seu facho de luz, bem definido, torna estas lâmpadas perfeitas para a iluminação de efeito, a médias ou longas distâncias, proporcionando sofisticação ao ambiente”, acrescenta.
Mezanino
O espaço é dividido em dois níveis. Para dar um toque intimista à área inferior do mezanino, Maria Luiza optou por iluminação feita com minidicróicas e difusores, que amenizam a luz. Nesse ambiente, entre madeiras, vidros, espelhos, pedras e plantas, um lustre de ferro com velas, acima do piano, chama a atenção pelo estilo, que remete à Idade Média.
Na parte superior, o elemento visual forte é a tonalidade avermelhada das paredes. O forno, todo revestido de pedra e extremamente iluminado, enfatiza a área de trabalho dos pizzaiolos, exposta ao público. Neste espaço, foram utilizadas
lâmpadas AR 111, dando continuidade à iluminação estabelecida para o bar de entrada, destacando os vigamentos.
Piso Inferior
No piso inferior, o teto abobadado, todo em tijolos, é o elemento forte e de destaque deste espaço. Por esse motivo, a iluminação foi planejada para exaltá-lo. “As abóbadas, que lembram os espaços bizantinos, foram iluminadas com lâmpadas PAR 20, projetadas para salientar as curvaturas e a textura, chamando a atenção da clientela para o alto como um todo”, relata a lighting designer. Para o bar, a M Light desenvolveu um spot especial. Maria Luiza explica que “como o espaço é todo em espelhos, a solução foi utilizar spots muito pequenos para lâmpadas minidicróicas, de forma
a não produzir ofuscamento e, ao mesmo tempo, destacar o acervo das bebidas”. O deck – um dos cantos preferidos dos visitantes em dias de verão, recebeu iluminação de espetos instalados entre a vegetação, com lâmpadas PAR 20. O espelho d’água, entre o deck e o bar, reflete a flora inserida na margem que acompanha a parede de pedras. Para este espaço, Maria Luiza reservou uma iluminação zen: “Utilizei spots com lâmpadas AR 111 e velas na lareira,
entremeando a harmonia feng de terra, fogo, água e ar”, finaliza.

Minhas dicas de pizzas são:

Napoli in Parigi
Shitaque, Shimeji, Cogumelo Paris, Azeitonas verdes ao alho e azeite.
Della Nonna
Fatias de lingüiça calabresa artesanal, dispostas sobre mussarela.
Napoli in Zucchini
Finíssimas fatias de abobrinhas no azeite, alho e hortelã sobre molho de tomate e creme de ricota.

Ficha Técnica
Arquitetura: Eduardo Rocha Franco
Iluminação:Maria Luiza Junqueira da Cunha
M Light Iluminação & Projetos
Paisagismo: Célia Alves
Lâmpadas: Osram
Luminárias: M Light

Funcionamento:

Domingo a quinta

das 19h às 00h30

Sexta e sábado

das 19h às 1h30

Jardins

Rua José Maria Lisboa, 493 – Jardins

Tels.: 11 3559-9151     11 3559-9151     (270 lugares)

Até mais!

Dica pra São Paulo: Skye

Vou fazer uma série de dicas de lugares maravilhosos que fui durante minha última viagem para São Paulo, a primeira é sobre esse deslumbrante Skye.

Não é por acaso que o bar do restaurante Skye, localizado na cobertura do Hotel Unique, faz tanto sucesso. Seu cenário deslumbrante conta com um deck de madeira de 27 metros de extensão, à beira da piscina vermelha do hotel e animado por DJ. Ali, as pessoas ficam acomodadas em pufes gigantes e espreguiçadeiras, enquanto apreciam uma incrível vista panorâmica da metrópole. No cardápio encontram-se variados e criativos coquetéis, como o ginger cîroc martini. Cítrico na medida e de paladar equilibrado, leva vodca francesa Cîroc (à base de uva), gengibre, limão-siciliano e xarope de flor de laranjeira.  Mas meu preferido mesmo foi o coquetel de frutas sem álcool.

Bar estiloso do hotel Unique, possui decoração moderna e clean, assinada por João Armentano, – janelões de vidro enfatizam a vista para o Parque do Ibirabuera e para os prédios da Paulista. A arquitetura do Hotel, incluindo seu terraço é de autoria do brasileiro Ruy Ohtake.

O restaurante possui três ambientes distintos: o salão principal, o bar e o deck da piscina. Assim como o Unique, o Skye também é um projeto feito para mexer com as sensações das pessoas. Quem chega pelo elevador todo preto, sai em um túnel de luz de pedra ônix branco. Suas portas se abrem automaticamente, dando acesso ao restaurante. A divisão entre o Bar e o Restaurante é feita por um espelho d’água que revela através de um vidro o vão que chega até o térreo do Hotel.(imperdível!)

Comandado pelo chef francês Emmanuel Bassoleil, o Skye oferece um cardápio variado, passando por pratos requintados até sushis e pizzas.  Os pratos da culinária japonesa são assinados pelos sushimens Alberto e Marcos Yamashita, do restaurante Sushi Kin. Entre as opções, o requintado ceviche de St. Pierre marinado no leite de coco com maçã verde e nozes, opção de entrada, contrasta com o risoto PF (feijão, carne seca, queijo coalho, couve e farofa). Sem mencionar as pizzas, individuais, feitas no forno à lenha e com combinações diferenciadas, exemplo da “do patrão”, que leva molho de tomate, rúcula, carpaccio, parmesão e azeite trufado. Pra mim a melhor pizza é a de presunto parma com queijo e alcachofra (desculpa mas eu não lembro o nome).

Pena que no dia que eu fui estava muito frio e não deu pra ficar lá fora. A piscina vermelha iluminada e a panorâmica são imperdíveis. Lá eles têm opções para vários “bolsos”. A deliciosa pizza custava 36 reais e o coquetel que eu mostro na foto, 16 reais. O forro é retrátil e durante o dia deve ficar aberto para iluminar o local. Outra dica: chegue cedo, o restaurante e o bar só fazem reservas para  hóspedes e  de noite é bastante disputado. Acredito que seja a vista mais bonita de São Paulo.Algumas cenas de Tititi já foram gravadas nesse terraço maravilhoso.

Quem for para São Paulo não pode deixar de conhecer.

Bairro: Jardim Paulista
Endereço: Avenida Brigadeiro Luís Antônio,4700
CEP: 01401-002
Telefone: (11) 3055-4702               (11) 3055-4702
Site: http:// www.skye.com.br

Até mais!

Flores de porta-guardanapo

Outro dia fiz um jantarzinho aqui em casa e aproveitei pra tirar fotos dos porta-guardanapos que já falei anteriormente que minha prima faz. Acho que fica super chique e alegra a mesa. São várias opções de flores: orquídeas, rosas, girassóis, crisântemos como esse das fotos. Pra mim são todas lindas, porém as minhas prediletas são as orquídeas. As rosas são as mais comuns, porém não perdem o ar de clássicas.

Para entrar em contato com minha prima mande um e-mail para: Theresa  – theresavaz@hotmail.com

Pra quem não é aqui de BH e gosta de um presente diferenciado ou até mesmo para enfeitar sua mesa, vá na rua 25 de março em São Paulo e compre flores maravilhosas.

Até mais!

Dica pra São Paulo

 

 

Enfim a minha tão esperada viagem pra São Paulo chegou. Amanhã de tarde já estou lá. A dica de hoje foi dada por uma arquiteta durante um inesperado encontro na CasaCor. Adorei as fotos do restaurante e se der quero passar por lá. Acho que nada descreve melhor do que esse texto do próprio site do KAÁ:

 

O arquiteto Arthur Casas foi um dos precursores da parede vertical verde tão presente na decoração atualmente (CasaCor, Novo Albano’s, entre outros) Clique nas fotos para aumentar.

 

O maravilhoso KAÁ fica na Av. Juscelino Kubitschek, 279 – Vila Olímpia. São Paulo – SP

Bom feriado pra todos! Descansem bastante e aproveitem ao máximo. Sábado tem Dj Michel Lara tocando na Pink Elephant em São Paulo também, quem estiver por lá vale a pena conferir.

Até mais!

Avon Lança Batons de Tititi

Apesar de um batom ter feito sucesso na primeira versão de Ti-ti-ti, não foi esse o primeiro cosmético licenciado pelo remake da novela da Rede Globo. Só agora, depois do lançamento de uma linha de esmaltes, as fãs do Boka Loka foram contempladas.

A Avon fechou parceria com Globo e lança, a partir de primeiro de outubro, três novas cores inspiradas na trama – que não serão iguais ao famoso batom dos anos 1980. Batizada de Avon Batom Mega Impact Ti-ti-ti, a linha é composta por Rouge, Boca e Canela Ti-ti-ti, todos tons escuros com FPS 15.


Cada um vai sair por 19 reais.
Avon

SAC 0800 708 2866.

Até mais!

Mesquita em NY

Em NY, arquitetos mostram projeto da mesquita próximo ao Marco Zero

Prédio deve ser feito a 2 quadras do local dos atentados do 11 de Setembro.
Americanos compararam obra à Fortaleza da Solidão do Super-Homem.

Concepção artística feita pelo escritório de arquitetura SOMA mostra como seriam a mesquita e o centro comunitário propostos para a região do Marco Zero, em Nova York.As legendas estão na ordem das fotos:

1 – Concepção artística feita pelo escritório de arquitetura SOMA mostra como seriam a mesquita e o centro comunitário propostos para a região do Marco Zero, em Nova York. (Foto: AP)

Outra imagem mostra como seria o interior da construção.

2 – Outra imagem mostra como seria o interior da construção, que terá 16 andares, dois deles dedicados ao local de prece dos muçulmanos. Além disso, ele deve ter academia, creche, auditórios, restaurante e locais para exposições de arte, entre outras instalações. (Foto: AP)

A construção da mesquita encontra oposição nos EUA.

3 -A construção da mesquita, a duas quadras do local dos ataques do 11 de Setemrbo, encontra oposição nos EUA, mas já tem a aprovação das autoridades da cidade. (Foto: AP)

A imprensa americana afirmou que o projeto lembra a 'Fortaleza da Solidão' do Super-Homem nas histórias em quadrinhos.

4 – Arte mostra como ficará o prédio à noite. A imprensa americana afirmou que o projeto lembra a ‘Fortaleza da Solidão’ do Super-Homem nas histórias em quadrinhos. O arquiteto responsável, Sharif El-Gamal, disse que o objetivo era conciliar a arquitetura islãmica com o estilo de Nova York. (Foto: AP)

El-Gamal negou que tenha sido colocado um novo entrave para o centro, que já tem permissão para ser erguido no número 51 da rua Park Place na baixa Manhattan, a duas quadras do lugar onde ficavam as Torres Gêmeas até serem destruídas pela Al-Qaeda em 11 de setembro de 2001.

O organizador descartou a possibilidade de o projeto ser transferido para a rua Cliff, a aproximadamente sete quadras do Marco Zero, como tinham afirmado alguns meios de comunicação, segundo os quais os responsáveis pelo projeto – entre os quais também está o imã Feisal Abdul Rauf – tinham cedido às pressões.

O centro, de caráter comunitário e aberto a todo o público, terá, além dos espaços religiosos, instalações tão variadas como uma piscina, salas de exposições, salas de aula, um restaurante e uma escola de culinária, assim como um espaço em memória das vítimas dos atentados de 2001.

A opinião pública se dividiu entre os que apoiam o direito de construir o centro islâmico e aqueles que acham que o projeto é uma falta de respeito às vítimas do 11 de setembro. Ambos os lados fizeram intensas manifestações por ocasião do nono aniversário dos atentados.

No entanto, segundo El-Gamal, a comunidade dessa área de Nova York é “amplamente favorável” ao centro islâmico, “um projeto que desejam para um bairro que está sendo revitalizado de forma acelerada, e que nós visualizamos como uma maneira de devolver à comunidade tudo o que nos deu”.

De acordo com ele, a polêmica gerada pelo projeto foi “reveladora” para ele, que disse ter se dado conta das incontáveis “inexatidões” com as quais a imprensa e vários americanos tratam o islã, e atribuiu a controvérsia ao “medo que torna as pessoas irracionais”.

“Nós, muçulmanos, somos americanos pacíficos”, explicou o responsável pela construção, que nasceu no bairro nova-iorquino do Brooklyn e tem mãe polonesa de origem católica e pai egípcio muçulmano.

El-Gamal conclamou seus compatriotas a verem o islã como uma religião “pacífica” e lamentou que “os extremistas” tenham roubado “a verdadeira identidade dos muçulmanos”.

Acredito que o projeto seja monumental, mas ainda não consegui entender a razão de espaços tão diversos como academia, creche, auditórios, restaurante e locais para exposições de arte, piscina e uma uma escola de culinária em um edifício entitulado de mesquita.

Até mais!

Warm up pro SWU na Cinco Club

Essa sexta a dica vai pra quem gosta de ver gente bonita e escutar música boa.

Já no clima da  minha viagem pra São Paulo semana que vem, onde bem próximo ocorrerá o SWU(em Itu), indico o warm up da boate Cinco com o Dj Thiago Mansur (residente da Pink Elephant de São Paulo) e o queridíssmo Dj Michel Lara.

 Pra quem não sabe o S.W.U Music And Arts acontecerá entre os dias 9 e 11 de outubro, no espaço Arena Maeda. As bandas Pixies, Linkin Park, Dave Matthews Band e Incubus já estão confirmadas para se apresentar na cidade dos exageros. É uma tentativa de Woodstock vários anos depois.

Quem tiver dicas sobre lugares em São Paulo para ir nos dias 8.9.10, 11 e 12 de outrubro pode me mandar.

ps: a Casa Cor termina próxima terça dia 5, não deixem de ir!

Até mais e bom final de semana pra todos.